Bloco das Piranhas em São José é marcado por falta de organização e disputa de som automotivo

E o terceiro dia do carnaval em São José do Vale do Rio Preto, foi marcado por muita falta de organização e disputa de som automotivo. O bloco que sempre foi um dos pontos altos da festa popular no município, este ano deixou muita gente desorientada naquilo que se propunha o desfile dos participantes no bloco e de como a condução foi feita.

Todos os anos o evento sempre teve algum apresentador ou locutor dando as deixas do que viria a seguir na programação do evento. Este ano não houve ninguém na apresentação, nem se quer anunciado o artista que se apresentaria na sequência. Para quem não conhecia os artistas, ficaram sem saber ou entender quem estava se apresentado naquele momento. Mas, o ponto mais frustante dessa questão, narrada por vários populares na internet, foi de fato, a desorganização do Bloco das Piranhas.

No terceiro dia do carnaval valeriopretano, que apesar de ter sido sucesso de público, como sempre, foi muito tumultuado na sua condução. Como parte do percurso do bloco, todos os anos o bloco sai de sua concentração na Ponte Branca, passando pela Estação, seguindo pela Rua Paulo Franco Werneck, subindo a Praça da Igreja Matriz, ficando um período cronometrado no local, deixando a praça até a Estação do Samba, onde acontece as brincadeiras e premiação das fantasias mais interessantes ou conforme estipulado pela comissão organizadora do evento.

No que diz respeito a paradinha na Praça João Werneck (Praça da Igreja Matriz), o som oficial do bloco foi abafado pela disputa de som particular. Para quem estava acompanhando, com certeza não deu pra entender absolutamente nada. Faltou o condutor do bloco, que sempre foi responsável por orientar os foliões no tempo que deveria ficar na praça central e garantir que o bloco seguisse um roteiro por anos muito bem conduzido.

Populares afirmam que o veículo adaptado com o som para puxar o bloco das piranhas voltou para a Praça da Estação sem nenhum folião transvestido. O bloco acabou ficando na Praça da Matriz, ao som da disputa de qual carro tinha o som mais potente. Por linhas menores, havia condutor que sequer tinha carteira para dirigir um dos veículos candidatos ao posto de som alto da praça.

Uma internauta disse afirmou que “foi um fiasco esse bloco das piranhas. Cada ano que passa fica pior, uma total falta de organização na praça.” De acordo com as diversas reclamações, a disputa de som não tinha nada haver com o som do momento, marchinhas ou músicas que se arremetam à festa carnavalesca. O negócio era inapropriado com uso de funk contendo letras indecentes.

Outra internauta disse que faltou alguém para organizar o bloco. Segundo ela, a disputa de som alto não permitia com que o rapaz que estava no carro da prefeitura fosse ouvido. A disputa de som foi vencedora e abafou o carro principal do evento.

Já na Estação do Samba, na Rua Cel. Fracisco Limongi, o fator mais negativo foi ter que conviver com os barris de lixo, exalando um odor nada atraente e nem um pouco agradável a quem se propunha curtir o evento na cidade. Segundo os internautas, a situação perdurou desde o primeiro dia da festa.

Quanto a escolha da piranha mais bonita, o apresentador do SJTV, Maurício Passos, definiu em poucas palavras, que foi um total fracasso. Segundo Maurício, apesar da desorganização do bloco, o destaque ficou mesmo para as piranhas vencedoras do troféu de melhor goleiro.

Como em todos os dias do evento, os shows musicais foram de primeira, não deixando a desejar. Tendo a parte técnica por responsabilidade do Isaac dos Santos e sua equipe, profissionais de primeira no quesito, garantindo som e iluminação no palco principal do evento.

Apesar de tudo, parabéns aos foliões que respeitaram um ao outro no quesito segurança e convívio público. Como de praxe, todo evento em São José é desanimador para seus organizadores, por conta de sempre ter brigas bestas que acabam com as festas em dois tempos. Mas, desta vez, até o terceiro dia do carnaval, nenhuma briga ou desentendimento, que necessitasse do uso da força policial, foi registrado.

Hoje, terça-feira dia 05, chega ao fim o evento na cidade. A programação fica por conta da Matinê que vai até ás 19h, seguida da apresentação do Grupo CDC – Clube do Churrasco, que deve entrar no palco às 21h. Encerrando a programação, se apresenta o grupo Duplo Impacto, por volta da 00h.

Da redação: Fábio Brunno
(Imagens: Reprodução Maurício Passos)

Anúncios