Encosta na BR-116 terá que ser estabilizada, diz CRT sobre avaliação técnica após deslizamento de rochas

Após avaliação técnica no trecho da BR-116 que foi atingido por um deslizamento de rochas neste domingo (4), a concessionária Rio-Teresópolis (CRT) afirma que será necessário fazer a estabilização da encosta, no quilômetro 92, que funciona em sistema de pare e siga.

A informação foi divulgada depois que o local foi reavaliado por um consultor de geotecnia especializado em obras de contenção.

“O incidente se deu em decorrência da degradação natural da encosta”, explicou a concessionária, que disse ainda que a área foi sinalizada logo após o ocorrido, às 15h18 de domingo.

“O local foi imediatamente sinalizado com sistema de pare e siga, a limpeza parcial realizada e, às 16h48, implantada a sinalização de divisão de pista”, afirmou.

A CRT informou ainda que, nesta terça-feira (06), topógrafos farão o levantamento dos dados para a elaboração do projeto de contenção da encosta.

Fonte: G1

Anúncios