Casa pega fogo entre os bairros de Jaguara e Camboatá; Defesa Civil Municipal conseguiu controlar as chamas

Na tarde desta terça-feira dia 03, uma casa pegou fogo na localidade conhecida como Morro da Companhia, entre Camboatá e Jaguara, em São José do Vale do Rio Preto.

O Secretário de Defesa Civil Municipal, Rômulo Bulhões, estava saindo de uma entrevista, quando recebeu a informação de que uma residência estava em chamas. O secretário seguiu diretamente para o local, aproveitando que possuía um pouco de água no caminhão pipa, para ajudar nas ações de rescaldo, que é feito pelo Corpo de Bombeiros.

Ao chegar no local, a residência já estava totalmente em chamas, porém, o secretário Rômulo Bulhões, com apoio dos colaboradores Roberto Branco e Zé Carlos, conseguiram controlar as chamas. O sucesso dos trabalhos em conter o fogo impedindo que ele destruísse a estrutura da residência por completo, além de salvarem as duas crianças que estavam dentro da casa, só foi possível graças a ajuda dos funcionários do proprietário do imóvel que chegaram no local e arrombaram a porta para retirar as crianças.

Segundo informado pela Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros de Petrópolis chegou a ser acionado para vir atender a chamada de incêndio, mas quando estava próximo do bairro de Parada Morelli, bem perto do local, o Samu de São José teria informado à corporação que não precisava mais da equipe de bombeiros no local. Ao ter a informação de que não era mais necessário ir prestar socorro e fazer as ações de rescaldo, o Comando da Corporação orientou a equipe para se direcionar novamente para a central em Petrópolis.

O secretário de Defesa Civil disse que a mãe já tinha conseguido sair de dentro do imóvel, mas que as crianças ainda estavam lá, com todas as portas e janelas fechadas.

O Conselho Tutelar e a Secretaria de Ação Social estiveram no local onde seguem dando assistência para a família, que perdeu praticamente tudo. Somente os utensílios da cozinha é que foram menos prejudicados.

O funcionário que salvou as crianças foi encaminhado para o HMST – Hospital Maternidade Santa Theresinha, onde recebeu atendimento médico e fez nebulização; não tendo sofrido nenhum ferimento. Segundo a Defesa Civil, ele passa bem.

Quando o proprietário do imóvel ficou sabendo que a residência estava pegando fogo, ao chegar no local já estava tudo em chamas.

A Defesa Civil disse que o incêndio foi causado por um vela. A moradora da casa teria colocado a vela dentro do guarda-roupa para poder iluminar o local, onde estava arrumando sua mudança. Pois nesta quarta-feira estaria se mudando do imóvel.

Em determinado momento, a vela acabou caindo e a chama se espalhou pelas roupas, onde segundo informado, em menos de 20 minutos, o fogo já havia se alastrado pela residência. O Secretário de Defesa Civil conta que pouca coisa poderá ser salva. A casa ficou com sua estrutura apresentando bastante rachaduras, sendo necessário isolar o imóvel.

Sobre a informação de que o Samu de São José teria passado o comunicado de que não havia mais necessidades da equipe do Bombeiros vir até o local, Romulo Bulhões disse que isso não se deve fazer, que é muito importante os bombeiros virem e registrarem as ações, fazendo aquilo que devem fazer. Pois, a Defesa Civil tenta amenizar a situação até que os bombeiros cheguem nos locais de chamada. Como São José não tem uma corporação ou central de bombeiros, é necessário que as pessoas não atrapalhem com informações erradas ou trotes, onde numa situação grave como esta, uma tragédia ainda maior poderia ter acontecido.

O trabalho feito pela Defesa Civil e os funcionários do proprietário do imóvel, foi fundamental para controlar as chamas. Rômulo disse que o imóvel não chegou a desabar mesmo com a temperatura estando muito alta e que graças a Deus ninguém ficou ferido.

Anúncios