Prefeito de São José garante que aprovados no novo concurso serão chamados a partir de março de 2020

Após repercussão sobre a possível data de conclusão do tão esperado concurso público do município de São José do Vale do Rio Preto, uma internauta ficou insatisfeita e cobrou do prefeito que a atual situação que se encontra a cidade, não poderia esperar a possibilidade de o concurso ser feito até o final do ano que vem.

Na matéria em que divulgamos sobre o chefe do executivo ter designado uma comissão para que procedesse com os estudos necessários para iniciar os trâmites do concurso, pressupomos que, levando em consideração, designar somente agora, em novembro de 2019, uma comissão para estudar como o concurso será feito, preparar o certame licitatório para escolher a empresa, e a mesma ter condições de iniciar o processo de elaboração de edital, prazos, possíveis imprevistos que são de praxes, aplicação das provas, divulgação dos resultados, homologações, burocracias, e tempo hábil para que todo o necessário venha a ser executado nesse processo até sua conclusão, prevemos que o concurso poderia ficar somente para o final de 2020. Fato este que motivou a reclamação da internauta, e que de pronto foi respondida pelo chefe do executivo nas redes sociais, afirmando que a publicação do site Rede Info News não era da prefeitura e que não havíamos consultado o departamento de comunicação, ou a Secretária de Administração Cláudia Pacheco, para que desse a informação oficial.

De fato, não solicitamos nenhuma informação ao setor de comunicação ou a secretaria de administração a respeito; pois, com base nas informações divulgadas na Portaria de nº 338, de 1º de novembro de 2019, e na entrevista dada no mês de junho de 2019 pelo prefeito, presumimos uma eventual hipótese de que, o concurso não teria tempo hábil para ser feito até janeiro de 2020.

Para tal consideração, levamos em conta que fora afirmado que em 90 dias a empresa seria contratada, ou seja, em junho o prefeito afirmou que em setembro, a empresa responsável pelo concurso já estaria contratada, o que infelizmente não aconteceu. Então, temos um atraso de dois meses do que que se pretendia. Fator principal que nos fez hipoteticamente pressupor que para um concurso bem planejado, tal evento poderia ser concluído talvez, somente no final de 2020.

Se formos considerar o tempo hábil para que tanto o processo dos estudos da comissão designada, chamamento para certame licitatório, realização da licitação, oficialização da empresa vencedora, início dos trabalhos da empresa para começar o concurso, divulgação do edital, prazo para questões relacionadas serem resolvidas (tais como isenções e outros fatores envolvendo necessidades de descontos ou deferimentos para candidatos que serão abonados – por serem atendidos em programas sociais e terem direito à descontos ou isenções), aplicação das provas, divulgação dos gabaritos, correção, divulgação dos aprovados, preparação administrativa para chamamento dos aprovados, e por fim, contratação dos mesmos, sem contar a logística da máquina pública que é travada, ou no popular, totalmente engessada, existindo uma burocracia enorme para se fazer andar as coisas, sem levar em consideração também, que entraremos em época de recesso de final de ano e que pode afetar o andamento de muitas etapas do processo do concurso, foi então que consideramos que o concurso poderia ser realizado somente até o final de 2020, e não em poucos meses, como afirmado posteriormente pelo chefe do executivo.

O prefeito Gilberto afirmou que, o concurso vai acontecer no início de 2020, e que os aprovados serão admitidos a partir do mês de março. Tendo uma validade até 2024. Ou seja, dentro de quatro meses a prefeitura irá realizar o concurso e concluir todas as fases, para que em março os aprovados já estejam sendo contratados.

Nossa redação não afirmou que o concurso vai ser no final de 2020, e sim, suponhamos, já que em outras edições e concursos que são feitos em outros setores, exige no mínimo de quatro a seis meses ou mais, para elaboração e conclusão de um bom planejamento deste tipo de evento, em se tratando ainda mais, que segundo o prefeito garantiu, será um concurso que irá abranger todas as áreas do funcionalismo público, ou seja, serão vagas para todos os cargos existentes na prefeitura.

Que fique claro para os leitores da Rede Info News, que não existe aqui uma perseguição ou defensoria da gestão atual. Nós profissionalmente nos relacionamos muito bem e desejamos que seja uma gestão que faça até o final de sua estadia na administração pública, um excelente governo, pois quem ganha com isso é a população vale riopretana. Nosso interesse maior é defender, cobrar e lembrar as promessas feitas pelos eleitos, que não devem levar para o lado pessoal, quando um munícipe contesta, reclama, ou se mostra insatisfeito, pois ao entrar para a função de gestor do executivo ou de suas secretarias, um bom profissional e ótimo gestor, é aquele que recebe não somente os elogios, mas leva em consideração as críticas feitas.

Não temos dúvidas da capacidade dos membros escolhidos que estarão compondo a comissão, muito menos no poder de gestão da atual secretária de administração, Cláudia Pacheco, que na nossa opinião, senão a melhor, é uma das melhores nomeações para o setor administrativo já feito em sua história. A questão aqui é relacionada à prazos, burocracias e cumprimentos dentro desses prazos, que nem sempre são concluídos ou inicializados conforme desejamos, tal prova está a intenção do prefeito de em junho ter afirmado que a empresa iria estar contratada até setembro de 2019 e não se conseguiu cumprir. Quer outra prova? Não é porque a nova ETA – Estação de Tratamento de Água deverá ficar pronta no final de 2019, que em janeiro de 2020 não existirá mais nenhum problema no quesito fornecimento de água para a população. A torcida é que realmente o problema seja sanado em sua totalidade, mas, se formos levar em conta que existia a expectativa de que com o remanejo da água do Rio Preto para a ETA da Maravilha, a situação pudesse ser minimizada, e o que vemos é que não foi isso o que aconteceu, pois o problema continua e a falta d’água é constante, só prova que dar prazos curtos pode não ser a melhor estratégia, ainda que seja bem intencionada.

Temos certeza de que se o novo prazo dado pelo prefeito for cumprido, quem irá ganhar com isso, não será a Rede Info News, nem o prefeito em não concordar com um pressuposto ou uma hipótese de prazo, será sem sombra de dúvidas, a população, que irá ganhar profissionais nos setores desfalcados e que há anos enfrentam uma lacuna cheia de problemas.