Moradores denunciam problemas estruturais em Conjunto Habitacional do distrito de Posse, em Petrópolis

Há sete meses, dezenas de famílias, que moram no Conjunto Habitacional da Posse, lidam com os problemas estruturais que comprometem a segurança dos moradores. Eles relatam que os apartamentos apresentam goteiras e infiltrações desde que foram entregues. Com as chuvas dos últimos dias na localidade, vários apartamentos ficaram alagados, além do espaço em torno aos prédios que anda não teve a obra de pavimentação finalizada.

O Cehab (Companhia Estadual de Habitação), informou que desde setembro, uma obra de conservação foi iniciada no Conjunto Habitacional, mas segundo uma moradora que não quis ser identificada, as obras iniciadas há mais de um mês, não têm amenizado o desespero de quem vive ali.

“A parte elétrica até foi resolvida, mas algumas coisas parecem que pioraram, o apartamento da minha mãe ficou alagado com as últimas chuvas, e ela fica em pânico, porque além dos problemas de saúde, da estrutura do prédio, ainda tem o problema com a segurança, já que como não tem nenhum muro envolta dos prédios, homens desconhecidos andam por aqui o dia inteiro”, contou a moradora.

Uma outra moradora relatou que tem homens que estão se alojando nos dois blocos que estão vazios, eles chamaram a polícia, mas ninguém esteve no local.

As obras do Conjunto Habitacional da Posse começaram em 2010, sendo paralisadas por duas vezes. Dos 144 apartamentos, divididos em 12 blocos, 72 pertencem ao Governo do Estado e outros 72 são fruto de uma parceria entre o Governo Federal e a Prefeitura de Petrópolis.

Desde a sua construção, o Conjunto Habitacional serviria como destino, principalmente, para as famílias que perderam suas casas nas tragédias que atingiram a região do bairro Nossa Senhora de Fátima, na Posse, além de Vila Rica, em Pedro do Rio, e também no distrito de Itaipava.

Questionada sobre a situação nos prédios a Prefeitura informou que o governo do Estado está fazendo, há cerca de dois meses, obras tanto na parte interna dos apartamentos que são de responsabilidade da Cehab quando no entorno, promovendo melhorias como troca de fiação, desentupimento de tubulação, terraplanagem e construção de calçada e uma escada de acesso ao conjunto habitacional.

Nas unidades que são responsabilidade do município, a prefeitura está trabalhando para que as obras sejam retomadas e finalizadas o mais breve possível.

A prefeitura vai verificar a denúncia de que os blocos que ainda serão entregues estão sendo usados por pessoas que não foram beneficiadas com as unidades.

Fonte: Tribuna de Petrópolis