São José: Noite e madrugada foram de apreensão na cidade

A população vale riopretana teve uma noite de quinta-feira e madrugada de sexta bastante apreensiva por conta das fortes chuvas na região. Mesmo com os comunicados emitidos pela Defesa Civil Municipal, informando a cada hora, através dos meios de comunicação pela internet, que a cheia do rio estava dentro do nível considerado normal para o período de chuvas de verão, não foi suficiente para acalmar os ânimos de quem ainda tem medo de uma nova enchente como a de janeiro de 2011.

É sabido de todos, que na ocasião das enchentes de 2011, o excesso de chuvas fortes na região, durante toda a noite do dia 10 e madrugada do dia 11, foi o fator predominante para que qualquer excesso mínimo de água viesse a causar a tragédia que foi. Caso do que foi considerado ter sido uma tromba d’água que caiu ocasionando então aquela catástrofe, infelizmente inesquecível.

Por conta dessas lembranças, com receio de novas enchentes na cidade, os moradores, principalmente os ribeirinhos ao Rio Preto, não conseguiam ficar tranquilos pelo volume de água que chegou a registrar um aumento, segundo a Defesa Civil Municipal, próximo dos 20cm por hora nos primeiros momentos de medição dos níveis. Equivalente ao aumento de 1cm por minuto neste período.

Nas horas subsequentes, já na madrugada, o Secretário de Defesa Civil, Rômulo Bulhões, informou que apesar de parecer estar normalizando, alguns trechos do Rio Preto apresentavam um aumento de 4cm acima do nível cheio. No entendimento, esse aumento se dava por conta de trechos mais largos e mais estreitos darem essa possível dinâmica. Mesmo com o grande acúmulo de água, a Defesa Civil continuou orientando que era um nível considerado normal para a época. Equiparando o acúmulo da chuva em vários pontos do Rio Preto, como na Rodovia Bianor Esteves, no bairro de Poço Fundo, também no Centro da Cidade, próximo da Ponte Vermelha, e ainda na região de Camboatá. Rômulo disse que mesmo com nível alto, ainda faltou 50cm para chegar ao nível mais alto já registrado, ainda dentro da normalidade da época para o nível do Rio Preto.

O alerta de que a população ribeirinha deveria ficar atenta e se prevenir, separando documentos e itens importantes, chegou a ser disparado pela Defesa Civil, deixando ainda mais alvoroçado quem já estava preocupado. Independentemente dos alertas emitidos, a população acabou agindo por si, acreditando naquilo que estava vendo, um nível do rio muito alto. Afinal, era melhor prevenir do que remediar.

Após às 02h da manhã, quando o último comunicado foi emitido pela Defesa Civil, em transmissão ao vivo pelo facebook, é que a população conseguiu se tranquilizar, já que a informação era de que o nível do Rio Preto estava abaixando de fato, chegando a quase um palmo de altura.

Os boatos e as informações desencontradas
Em entrevista na manhã desta sexta-feira dia 03, o Secretário de Defesa Civil, Rômulo Bulhões, disse que a população deve ficar atenta aos alertas emitidos oficialmente pela Defesa Civil. E deve se atentar ainda à datas de vídeos ou fotos, e a fonte dessas informações. E procurar saber das autoridades antes de compartilhar qualquer conteúdo que chegar. Rômulo citou que até imagens antigas foram utilizadas nos compartilhamentos de informações, criando pânico desnecessário na população.

Previsão do Tempo nesta sexta e sábado em São José
De acordo com o Clima Tempo, a previsão é de que nesta sexta-feira, o acúmulo de possíveis chuvas fique dentro dos 50mm. As chances de chover é de 71%, com possibilidade de ventos a 12km/h. Tendo possibilidade de pancadas de chuvas durante a noite.

Já para este sábado dia 04, a previsão é de sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. A temperatura máxima ficará dentro dos 26°, com 90% de chances de pancadas de chuvas, e um acúmulo de água dentro de 50mm.