Nova Friburgo: Homem é brutalmente espancado; homofobia é apontada como motivação do crime

Um homem de 58 anos foi brutalmente espancado na quarta-feira (26) de cinzas em Nova Friburgo. De acordo com a vítima, a motivação da violência foi homofobia.

A vítima não quis ser identificada porque tem medo de se expor, principalmente porque não sabe quem são as pessoas que o agrediram.

O crime aconteceu durante a madrugada e foi registrado na delegacia da cidade.

O homem ficou com diversas marcas no corpo mas contou que a pior é a marca psicológica.

A homofobia é considerada crime no Brasil desde o ano passado, após uma decisão do Supremo Tribunal Federal, mas no código penal ainda não foi incluída a tipificação desse crime. A punição para os agressores é guiada pela lei do racismo, o que dificulta gerar dados sobre a LGBTFobia no estado.

Uma sobrinha da vítima disse que espera que o caso seja solucionado. A vítima contou que não se lembra de muitos detalhes do que aconteceu e disse ter bebido.

“Eu só acordei e tinha um casal passando. Eles perguntaram se eu queria ajuda. Mas disseram que iam chamar a ambulância primeiro. Não demorou e eles me socorreram”, contou a vítima.

O psicólogo Geovane Correia explicou que os danos psicológicos em uma pessoa que sofre uma violência apenas pelo fato de ser quem é são muito profundos e podem se manifestar de diferentes formas.

Para todos os casos, é sempre fundamental que haja uma rede de apoio, dentro e fora da família.

Nova Friburgo tem um Centro de Cidadania LGBT que auxilia vítimas de casos como este e presta orientação jurídica e psicológica. Casos como o desta vítima devem ser divulgados, denunciados e acompanhados.

O Governo do Estado disponibiliza o Disque Cidadania LGBT que funciona pelo telefone 0800 023 4567. A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte: G1

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633.