São José: Após reunião do Gabinete de Crise, prefeito muda decreto em menos de 24h, e comércio tem novas regras

O prefeito de São José do Vale do Rio Preto, Gilberto Esteves, juntamente com os membros do Gabinete de Crise, tiveram uma reunião extraordinária, na tarde deste sábado dia 21.

Em contato com o chefe do Executivo, ele nos informou que o assunto central que fora tratado na reunião, referia-se justamente ao panorama do novo coronavírus na região, especialmente em São José. Gilberto disse que nada de alarmante estava sendo debatido, apenas assuntos relacionados as medidas que poderiam ser adotadas para somar à rotina da população; ajudando no enfrentamento para prevenir que o contágio seja de grandes proporções na cidade.

Ao final da reunião, um novo decreto foi publicado neste sábado dia 21, o de nº 3.094, definindo pelo prazo de 7 (Sete dias), contando a partir de segunda-feira dia 23/03, mudanças na rotina do comércio em São José. O novo decreto atualiza o anterior, que havia sido publicado nesta sexta-feira dia 20, atualizando um outro que foi publicado na quarta-feira dia 18.

De acordo com o novo decreto, as novas medidas que serão temporárias, sujeitam uma nova rotina para o comércio varejista em geral.

Fica proibido a partir de segunda-feira dia 23, a abertura de:

  • Shoppings;
  • Galeria de lojas;
  • Bares;
  • Restaurantes;
  • Lanchonetes;
  • Salões de cabeleireiro;
  • Barbearias;
  • Manicures;
  • Academias de ginástica; e
  • Respectivos congêneres para todos esses setores do varejo.

Os únicos estabelecimentos que poderão ficar abertos, de acordo com esse novo decreto, são os setores de produtos essenciais, como:

  • Mercados;
  • Mercearias;
  • Açougues;
  • Peixarias;
  • Padaria;
  • Farmácias;
  • Lojas de produtos hospitalares;
  • Lojas de ração e produtos veterinários;
  • Clínicas veterinárias;
  • Postos de combustíveis;
  • Distribuidoras de água e gás de cozinha;
  • Oficinas mecânicas;
  • Borracharias;
  • Serviços de saúde, como clínicas ou laboratórios; e
  • Casa lotérica.

Conforme o novo decreto, os serviços de delivery dos estabelecimentos poderão continuar funcionando normalmente, não sendo permitidos apenas o consumo no local e a permanência por tempo superior ao estritamente necessário para a compra e retirada dos produtos.

Caberá aos estabelecimentos que vão ficar funcionando, adotar medidas para evitar aglomerações e interações prolongadas, além das estritamente necessárias entre os consumidores, bem como o fluxo para atendimento,
observando a distância mínima de um metro e meio entre as pessoas.

Não ficou claro se o funcionamento de abatedouros e cervejarias se enquadram na proibição ou liberação do decreto municipal. Outro ponto que ainda precisa ser mais claro, é quanto ao funcionalismo público. Se haverá suspensão de algum setor, e em caso de haver, quais serão.

Outras situações apontadas pela população, são dúvidas a respeito de possíveis prorrogações das cobranças de água, IPTU, energia elétrica, dentre outros. Sobre esses fatores ainda não houve uma manifestação da municipalidade a respeito.

Nas próximas atualizações do decreto municipal, poderá ocorrer mais alguma inclusão de informações importantes.

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.