São José: Secretaria de Saúde divulga 11 casos notificados do novo coronavírus, conforme novo protocolo

No final da tarde desta quarta-feira dia 25, a Secretaria Municipal de Saúde de São José do Vale do Rio Preto, divulgou um vídeo esclarecendo como é feito o procedimento de classificação para o paciente que é ou será notificado com caso suspeito de coronavírus.

Segundo informado no vídeo, através da porta-voz da Saúde Municipal, enfermeira Luciana Martins, até o primeiro caso notificado na cidade, onde um jovem foi registrado como primeira suspeita, o protocolo usado era de que se o paciente chegasse com febre, com um ou mais sintomas respiratórios, e tivesse tido contato com alguém notificado de estar com suspeita ou confirmação do covid-19, seria então notificado pelo profissional de saúde municipal como caso de suspeita para o coronavírus. Sendo feita a coleta de exame para teste, onde não sendo um caso grave, ficaria em quarentena pelo período estipulado, aguardando resultado da confirmação ou não. Este era o protocolo que estava sendo usado, e que foi aplicado para notificar o primeiro caso suspeito na cidade.

Quanto ao segundo caso notificado, o de uma senhora de 64 anos de idade, que acabou por falecer no dia seguinte ao ter dado entrada no HMST – Hospital Maternidade Santa Theresinha, e que gerou muitas dúvidas sobre as informações iniciais, que foram divulgadas pelo prefeito Gilberto Esteves, a porta-voz disse que, por conta da atualização da Portaria do Ministério da Saúde, um novo protocolo passou a ser utilizado para classificar o paciente como notificado ou não para suspeita do covid-19.

Quando a senhora deu entrada na unidade hospitalar, foi constatado que a paciente estava com insuficiência respiratória, sem viagem ao exterior, e sem contato próximo com alguém notificado com suspeita ou confirmação do coronavírus. Porém, a senhora passou a se enquadrar no novo protocolo para notificação.

Luciana explica que, conforme a nova Portaria do Ministério da Saúde, ficou declarado que em todo o território nacional brasileiro, seriam consideradas pessoas com suspeitas, àquelas que se enquadrassem com a nova orientação, que passou a ser de estado de transmissão comunitária.

Com essa nova definição, a paciente que veio a óbito, recebeu notificação por suspeita e teve a coleta de exame para teste, por conta de seu quadro clínico apresentado, que se encaixava exatamente com as normas do novo protocolo, que passou a considerar notificar todos os pacientes que apresentarem síndrome gripal, ou seja, pacientes que tenham tosse, dor de garganta, ou dificuldade de respirar, podendo ou não ter febre.

Diante desse novo panorama para classificações, a Secretaria Municipal de Saúde passou a ter mais 9 notificações, totalizando 11 casos notificados de suspeita com o covid-19, por conta de que, qualquer pessoa que apresentar uma síndrome gripal leve, já se enquadra com suspeita, tendo que ser feita a notificação do profissional médico, porém, sem a necessidade da coleta de exame para teste.

Então, para ficar claro, toda pessoa que apresentar uma síndrome gripal leve, estará sendo enquadrada com RDM – Recolhimento Domiciliar Monitorado, e não precisará fazer a coleta de exame. Mas, deverá ficar de isolamento domiciliar, pelo período de 14 dias e sendo monitorada.

Quando for um paciente em estado grave, o procedimento será de, notificar a suspeita, internação em caso de necessidade ou indicação médica, e fazer a coleta de material para o exame do teste que identifica se a pessoa está ou não com o coronavírus.

Luciana esclareceu que os novos casos receberam apenas a notificação de suspeita, devendo ter que cada um estar de isolamento domiciliar, sem a necessidade de fazer o teste, por conta de ter sido constato apenas uma síndrome gripal leve nos nove pacientes.

A Secretaria Municipal de Saúde informou também que está com um Centro de Atendimento para triagem dos casos com síndrome respiratória, que fica na parte externa e ao lado do HMST. O local tem uma equipe preparada para receber os pacientes com sintomas respiratórios, onde serão avaliados e orientados conforme o quadro clínico de cada pessoa.

Luciana destacou as medidas de prevenção que estão em vigor, como o estado de isolamento social, em que somente os comércios essenciais podem ficar abertos, e que cada cidadão deve se atentar sempre para uma boa higienização das mãos, lavando-as bem com água e sabão ou utilizar álcool gel, evitando também o contato físico com outras pessoas, e mantendo uma distância mínima de um metro ou mais.

Confira o vídeo divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde:

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.