São José: Dois pacientes com suspeita de covid-19 são transferidos para hospitais da região; prefeito fala a respeito – confira

Dois pacientes de São José do Vale do Rio Preto foram transferidos para outros hospitais de municípios da região, após terem sido detectados agravos clínicos. Um dos pacientes, que trabalha no ramo farmacêutico, que está notificado com suspeita de covid-19, fazendo parte dos números atuais no município, foi transferido para uma unidade hospitalar de Vassouras. Não tivemos acesso a atualização de seu estado clínico após sua transferência. Mas até onde sabemos, ele passava bastante mal quando familiares optaram por uma transferência. O material coletado desse paciente foi enviado ao LACEN – Laboratório Central do Estado do Rio de Janeiro, e o resultado ainda não ficou pronto.

O segundo paciente, trabalhador no ramo de salões de cabeleireiro, chegou a fazer o teste rápido no HMST – Hospital Maternidade Santa Theresinha, dando inicialmente negativo para o covid-19. Mas seu quadro clínico foi se agravando de um dia para o outro, chegando ao ponto de familiares terem de encaminhar o paciente para um hospital de Teresópolis.

Segundo informado pelo próprio filho do paciente, em áudio compartilhado nos grupos de whatsapp, seu estado é gravíssimo. Segundo os médicos de Teresópolis apontaram, “as chances de estar com covid-19, seria de 90 por cento”.

Entrevista com o prefeito Gilberto Esteves

Diante de todas essas situações apresentadas, entramos em contato com o prefeito Gilberto Esteves, indagando algumas informações pontuais, que estão sendo debatidas e questionadas por internautas.

O chefe do Executivo Municipal falou no final da tarde deste domingo dia 26, com a nossa reportagem.

REDE INFO NEWS: Qual a real situação dos dois últimos pacientes, que foram transferidos para outros hospitais da região com agravo clínico?
PREFEITO GILBERTO: “Quanto ao paciente que foi transferido para Teresópolis, o teste rápido deu negativo e ele retornou para casa. Dias depois a família o levou direto a Teresópolis. É o que tenho conhecimento diante dos áudios e mensagens compartilhadas sobre ele. Tanto o áudio do filho, quanto uma mensagem, ontem, direto do whatsapp do próprio paciente. Quanto ao outro paciente, que foi transferido para Vassouras, foi colhido material e enviado para o LACEN e aguardamos os resultados. Esse caso já foi contado no boletim deste sábado como suspeito.”

REDE INFO NEWS: Esse paciente que está internado em Teresópolis, um dos filhos aponta uma porcentagem alta de suspeita diante do agravo clínico. Essa suspeita será contabilizada em São José?
PREFEITO GILBERTO:
“Aqui em São José não, pois o diagnóstico do material coletado no HMST foi negativo.”

REDE INFO NEWS: Procede de algum modo, a informação de que o setor de saúde estaria ocultando ou blindando o senhor de ficar apar de detalhes mais sérios ou de qualquer gravidades de pacientes a respeito do covid-19?
PREFEITO GILBERTO: “Quanto a especulações de whatsapp e outras mídias, um prefeito não pode avaliar e se submeter. Pois são ilações carregadas de emoções positivas e negativas, e em alguns casos de parcialidade que num momento de pandemia não contribuem para a sociedade, nem para as autoridades de saúde.”

REDE INFO NEWS: Qual a ação realizada pela Secretaria de Saúde, diante dos resultados dos testes rápidos, para evitar que incoerências de resultados aconteçam? Qual o procedimento padrão após um paciente realizar o teste rápido e dar negativo? No caso de dar positivo, quais os passos seguintes? Qual o procedimento para paciente em estado grave, mas que o teste rápido deu negativo? Como é o processo da contraprova?
PREFEITO GILBERTO: “O teste rápido tem sido aceito como fidedigno. Tanto é verdade que ao apontar positivo em uma funcionária do hospital, a mesma foi posta em isolamento domiciliar. O teste rápido tem uma dinâmica de uso que não se aplica em casos em que o paciente já esteja em quadro de internação, segundo fui informado.”
*Demais pontos da mesma pergunta não foram respondidos diretamente*

REDE INFO NEWS: Diante das especulações de que o diretor do HMST teria se afastado das suas funções por estar com covid-19; procede ele estar notificado, ainda que fora de São José, com suspeita ou confirmação do vírus?
PREFEITO GILBERTO:
“O diretor do hospital não é morador de São José. E foi contado como suspeito no município de Duque de Caixas, onde também presta serviços, segundo fui informado.”

REDE INFO NEWS: Vai haver alguma medida especial de prevenção e segurança, para averiguar ou testar os funcionários do HMST?
PREFEITO GILBERTO:
“Quanto aos funcionários do hospital, serão testados a partir de sintomas que recomendem os testes rápidos. Até porque, os que compramos não foram entregues e os que recebemos dos governos Estadual e Federal, são em número insuficiente. Recebemos menos de cem unidades.”

REDE INFO NEWS: Sobre o caso do paciente de São José que foi transferido para Miguel Pereira e que recebeu alta médica dias depois. O senhor já teve acesso ao resultado do teste feito por lá? O que foi realizado em São José já ficou pronto?
PREFEITO GILBERTO:
“Não. Estamos aguardando o governo Estadual liberar.”

REDE INFO NEWS: As barreiras sanitárias que serão instaladas nas divisas de São José, já estarão funcionando a partir desta segunda-feira dia 27? Quais medidas especiais serão realizadas nesses locais?
PREFEITO GILBERTO: “As barreiras serão instaladas na terça-feira, pois faltam ajustes.”

REDE INFO NEWS: Na questão de multas e punições para comércios que não obedeceram as restrições publicadas no novo decreto municipal, quais serão adotadas de fato? Como fazer denúncias nesses casos?
PREFEITO GILBERTO: “As penalidades a serem aplicadas estão no código tributário do município. Quanto às denúncias, devem utilizar o 190 da Polícia Militar. Uma vez que o decreto que impôs as medidas é do governador.”

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!