São José: Prefeito explica porque decretou Estado de Calamidade Pública e também fala do novo Centro de Triagem

O prefeito de São José do Vale do Rio Preto, Gilberto Esteves, deu uma entrevista na manhã desta sexta-feira dia 1º, feriado nacional do Dia do Trabalhador, a Página São José News. Na oportunidade, o chefe do Executivo Municipal explicou a motivação de ter decretado Estado de Calamidade Pública no município. Dentre outras ações pertinentes do enfrentamento ao covid-19.

Gilberto disse que, o decreto editado e publicado nesta quinta-feira dia 30, de nº 3.116, atende uma demanda do próprio Governo Federal, que no mês de março também teve o decreto de Calamidade homologado pelo Senado Federal.

Segundo o prefeito, até então, a municipalidade estava aguardando, pois não havia necessidade de decretar calamidade em São José. O decreto vem para atender às demandas do município, diante da “situação estar mais complexa”, e possibilitando uma flexibilização maior das ações administrativas da prefeitura. Gilberto destaca que, o decreto não tem haver com “a situação ter crescido ou diminuído“, apenas por “ser uma ferramenta jurídica” que poderá ser utilizada para, “havendo a necessidade de comprar medicamentos, equipamentos para o hospital, ou qualquer que seja a necessidade relacionada somente à covid-19, esse decreto flexibiliza a prefeitura de poder processar essas necessidades”.

O chefe do Executivo falou sobre as demandas existentes. Como por exemplo, a questão do Centro de Triagem, que será feito. O prefeito aponta que vem na expectativa do Governo do Estado fazer esse centro, utilizando da Clínica de Águas Claras, para que tal setor possa funcionar em São José. Porém, a resposta do Estado não está sendo no tempo que o município precisa.

Gilberto destaca que, diante desse decreto, essa questão da clínica poderá ser resolvida. Além da compra de medicamentos e testes rápidos.

Com o decreto de Calamidade Pública Municipal, o poder Executivo poderá também, fazer a contratação de UTI, se for necessário.

Sobre a questão de um Hospital de Campanha, o prefeito disse que, seria uma exclusividade do Governo Estadual. Que não haveria uma posição geográfica estratégica, para que pudesse ser feita essa instalação no município. Gilberto afirmou que, caso necessite, o Hospital de Campanha para São José, será no distrito de Itaipava, em Petrópolis, ou na cidade de Teresópolis. Uma vez que o Hospital de Campanha é regional e não apenas da cidade.

O prefeito disse que continuará a contratação de servidores, para exclusivamente, atuarem no enfrentamento da covid-19. No primeiro processo seletivo, foram firmados contratos com técnicos de enfermagem e enfermeiros. Para a vaga de médicos, o chefe do Executivo destacou que não houve nenhum interessado. Que existe muita dificuldade para contratação desses profissionais. Mas, garantiu que haverá um segundo processo para contratar mais pessoas, como por exemplo, para trabalharem no Centro de Triagem.

Gilberto afirmou que o novo local que receberá a instalação desse centro, será no antigo espaço do Banco Real, próximo de onde funcionava a Coopervale, e que recentemente, recebeu a instalação do SAMU. Segundo informado pelo prefeito, provavelmente a partir do próximo dia 04, uma vez que o local já está sendo preparado para receber essas instalações, já deverá estar atendendo como o novo Centro de Triagem, durante o período de 15 dias. Sendo direcionado depois, para ser instalado no espaço da Clínica da Família em Águas Claras. Gilberto afirmou que já está contratando a empresa para fazer essa preparação do local.

Outro ponto afirmado pelo prefeito, é que os profissionais que irão trabalhar no Centro de Triagem não serão os mesmos a trabalharem na unidade hospitalar do município. “Serão equipes distintas”. “O que já vem sendo feito” na atual situação das medidas de combate ao coronavírus, conforme garante Gilberto.

O chefe do Executivo disse que manterá de forma facultativa, o uso de máscaras protetoras, “por ter pessoas que não podem usar, até mesmo por questões de saúde“. Ele pede que, aqueles que podem, que façam uso como uma das medidas de prevenção.

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!