Petrópolis: Suspeito de provocar incêndio após colocar fogo no próprio carro tem prisão preventiva decretada

A Justiça do Rio converteu a prisão em flagrante do homem acusado de provocar um incêndio de grandes proporções na Região Serrana em preventiva.

De acordo com a Polícia Civil, as chamas começaram na segunda-feira (27) depois que Heli Barroso Martins, de 66 anos, colocou fogo no próprio carro para receber o seguro do automóvel.

Cerca de 673 hectares da Reserva Biológica de Araras e do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Petrópolis, foram atingidos. O combate ao incêndio durou três dias e contou com a participação de mais de 100 militares, guarda parques, brigadistas e agentes de órgãos como Ibama, Inea e ICMbio.

Heli foi preso após procurar uma delegacia para registrar o suposto roubo do veículo. Segundo o delegado responsável pelo caso, João Valentim Neto, os policiais desconfiaram da versão apresentada por ele.

De acordo com o titular da Delegacia de Itaipava, durante as investigações, os policiais constataram que o fogo teve como foco o veículo que havia sido dado como roubado. Na terça-feira (28), o idoso teve um pedido de liberdade negado pela Justiça. Na decisão, a juíza Maria Izabel Pena Pieranti afirmou não ter encontrado qualquer irregularidade na prisão.

Esse é considerado o maior incêndio em 2020 na cidade da Região Serrana.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Heli Barroso Martins, que está preso na Cadeia Pública de Benfica, na Zona Norte do Rio.

Fonte: BandNews FM

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!