São José: Setembro é o mês dos bailarinos; conheça a história da dança na cidade

Esse mês de setembro comemoramos o Dia da Bailarina ou Dia do Bailarino. Esta data homenageia os dançarinos de Balé (ou Ballet), um estilo de dança que surgiu no século XV na Europa renascentista e que conheceria seu apogeu no século XIX.

Como forma de homenagear essa arte, iremos contar uma pouco da história da dança em São José do Vale do Rio Preto. Luís Carlos Machado, de Pedro do Rio foi o pioneiro em trazer o ballet Clássico para nossa cidade em 1980. Suas aulas aconteceram durante 1 ano e meio na Câmara dos Deputados de São José, sua turminha contava com a presença da aluna Carla Maria Branco de Souza.

Em 1998, Márcia Rubianes trouxe profissionais da dança para nossa cidade. Nessa época a Márcia era Diretora da Academia Black River e trouxe a renomeada professora de jazz Alessandra Zapala para iniciar um lindo trabalho com os valeriopretanos. Nomes como Viviane Muniz, Michele Passarelli passaram pela nossa cidade deixando a sua história e um pouco do seu conhecimento e inspirando nossas meninas para essa arte tão linda. A Márcia conta que inicialmente teve a intenção de trazer as professoras por causa do desejo enorme em seu coração, que a sua filha caçula Helena Rubianes fizesse aulas e dança e como o fator distância atrapalhava, ela resolveu trazer uma professora para nossa cidade, para “dar aula em sua academia”. Marcia era uma grande incentivadora, levou as bailarinas valeriopretanas para participarem de muito apresentações em eventos escolares, eventos importantes da cidade, e até mesmo fora da cidade, como em apresentações em Petrópolis, e participações no festival Festfrango, todo esse incentivo foi muito importante para a vivência desses bailarinos.

No Brasil, a profissão de bailarina é regulamentada e reconhecida há mais de 25 anos pela Lei n.º 6.533, de 24.05.1978 e pelo Decreto-Lei n.º 82.385 de 05.10.1978. Para ser considerado um artista bailarino é necessário possuir o Registro Profissional (DRT), concedido a quem comprovar que está apto a desenvolver a função, após audições práticas.

Com registro profissional de Artista Bailarina, Kelly Chaves atua como bailarina na cidade há anos. Convidamos-lhe a contar um pouco sobre a sua história com a dança em São José do Vale do Rio Preto. Kelly Chaves participou de toda essa história desde o primeiro mês da inauguração da aula de dança na Academia Black River em são José, “Sempre senti um amor e um desejo enorme em meu coração pela dança. Lembro-me que quando tinha 5 anos, de escutar na Rádio Ativa uma propaganda da aula de dança na Academia Black River, e fui correndo pedir minha mãe para me matricular, desde então meu interesse pela dança e especificamente pelo jazz e o ballet Clássico, esse amor foi crescendo e se tornou a minha profissão.”

Kelly passou a investir em sua capacitação para se dedicar ao Ensino da Dança, após a professora Michele Passarelli anunciar que voltaria para o Rio de Janeiro. “Me formei no Curso de Capacitação Profissional oferecido pelo Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro, onde tive a honra de ter aulas com bailarinos como Cecilia Kerche, Liliane Vasconcelos, Paulo Melgaço, entre outros grandes nomes da dança. Após o término do curso, prestei uma audição e passei, tendo a honra de receber o tão sonhado Registro Profissional de Artista Bailarina”, conta.

A Diretora Honorária do Sindicato dos Profissionais da Dança do Rio de Janeiro, e do colegiado da dança, Neiva Voigt de Petrópolis, explica: “A dança é muito ampla, agrega diversas modalidades, como todas as formas de danças existentes, Ballet Clássico, Jazz, Sapateado, Danças Étnicas (Dança do Ventre, Folclore Árabe, Tribal Fusion) Dança Moderna, Dança de Salão, Danças Urbanas (Breaking, Hip Hop Dance, Popping, Locking, House , Dança do passinho), Dança Afro, Dança Flamenca, Dança Cigana, Dança Contemporânea, Dança Show ( Samba, Lambadance, Funk, Axé) Pole Dance, Dança e acessibilidade cultural, e Ritmos ( Ritmos afro brasileiros, Reggae, Merengue, Forró e outros). O Sindicato dos Profissionais da Dança é uma instituição que existe para regulamentar, representar e defender os seus interesses junto à sociedade, portanto, concretiza a união dos trabalhadores de uma categoria profissional. E são muitos as profissões dentro da dança, diretor de cena, pesquisador, coreógrafo, bailarina, dançarino, ensaiador, figurinistas de dança… Precisamos entender que todo esse universo da dança é bem mais profunda do que imaginamos, e devemos levar esse conhecimento a população, pois existe toda uma categoria de profissionais da dança.”

A Dança é uma profissão muito árdua, onde o bailarino deve sempre estar se especializando, estudando, e principalmente se reciclando e se atualizando. Ninguém se torna bailarino ou professor da noite para o dia, são necessários muitos anos de estudo, comprometimento e dedicação.

Em 2018 foi inaugurado o primeiro Studio de dança em São José do Vale do Rio Preto, um studio especializado no ensino do Ballet Clássico, sobre coordenação da bailarina Kelly Chaves. O Studio Laços pela Dança realiza todos anos diversas apresentações em nossa cidade, sendo o principal, e mais importante evento cultural realizado por eles, é o Espetáculo de Ballet Clássico, que acontece todos os anos no mês de novembro e movimenta mais de 800 espectadores, mais de 100 pessoas no elenco e equipe de apoio. Um verdadeiro espetáculo sendo realizado todos os anos em nossa cidade.

O Ballet clássico traz benefícios físicos, cognitivos e psicológicos, além do fortalecimento muscular e aprimoramento do condicionamento físico, melhora da coordenação motora, também desenvolve a sociabilidade, aprimora o senso de confiança, desenvolve a memorização, postura, autoconhecimento, auto estima, auto confiança e equilíbrio pessoal, entre outros
Neiva Voigt ressalta que “É importante, assim como você vai ao médico e você exige que seja um médico que tenha uma formação, ou por exemplo, um advogado, um professor de matemática, de um curso de inglês, entre outros. O público tem que começar a entender que a dança é uma profissão que tem uma formação específica para cada modalidade de dança e que ele como consumidor tem que fazer questão de saber a formação do profissional que ele vai contratar, ou que ele vai oferecer como um professor para um filho dele.”

A bailarina Kelly Chaves, atualmente está cursando o “Faculty of education at Royal Academy of dance of London – Certificate in Ballet Teaching Studies”, uma faculdade internacional da metodologia de ballet Clássico da RAD. A Royal Academy of Dance é a maior organização de ensino e desenvolvimento de dança no mundo. Com sede em Londres, foi fundada em 1920 por um grupo de artistas profissionais da dança e tem como patrona a rainha Elizabeth II. os exames da Royal Academy of Dance proporcionam ao estudante de dança o mais reconhecido sistema de profissionalização do mundo. “Uma verdadeira conquista para nossa cidade, será um diferencial, receber os exames da Royal em nossa cidade.”

Por Kelly Chaves – Imagens: Acervo Studio Laços pela Dança

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!