Flexibilização: Mesmo com nova medida, os ônibus de São José para Petrópolis e Areal continuam sem previsão de retorno

Decepção para quem estava acreditando que os ônibus da Viação Progresso seriam autorizados a pararem fora da Rodoviária do Bingen, junto da nova flexibilização dos controles sanitários instalados nas entradas de Petrópolis, que passa a permitir a partir desta sexta-feira dia 09, através de um período de testes, a entrada de pessoas de outros municípios sem a necessidade de vouncher.

Com essa nova medida, a população do município de São José do Vale do Rio Preto, e até mesmo do Distrito da Posse e adjacências, contavam que os ônibus intermunicipais, poderiam receber “sinal verde” para poder parar fora dos terminais rodoviários. Porém, parece que não será dessa vez que os usuários terão de volta os itinerários, como o caso das linhas da Viação Progresso que saem de São José com destino aos municípios de Petrópolis e Areal, além da Posse para Três Rios, e Petrópolis para Areal. Isso porque, segundo a gerência da empresa no município valeriopretano, não é viável e nem cômodo para os passageiros terem de somente desembarcar e embarcar no Terminal do Bingen.

Em conversa com o gerente regional da Viação Progresso, Sebastião Evangelista, fomos informados que infelizmente, no momento, a flexibilização pretendida pela prefeitura de Petrópolis, não atenderá ainda, as linhas intermunicipais da Viação Progresso.

O gerente destacou que a situação vem causando enormes transtornos tanto a empresa e aos seus colaboradores, como aos passageiros que dependem dessas linhas parando em todo o eixo da Estrada União e Indústria.

Evangelista cita que são muitos os colaboradores sem exercer suas funções e vários veículos da frota que seguem parados na garagem sem poder cumprir a rota. “Somente na unidade de São José, são 96 colaboradores na espera do retorno dessas linhas”, destaca o gerente regional.

Ainda segundo explicado, se também for considerar a linha Areal x Petrópolis, “o número ultrapassa o quantitativo de 100 colaboradores parados em casa, gerando custo para a empresa e sem poder fazer escala”.

Evangelista exemplifica ainda que, “mesmo que não fosse possível no momento, a liberação das linhas de Areal x Petrópolis e São José x Petrópolis, que pelo menos fossem liberadas as linhas que operam com ônibus roleta, como é o caso de Areal x São José e Posse x Três Rios – isso já ajudaria bastante”, desabafa Evangelista.

Sobre a questão dos prejuízos que vem sendo coletados pela empresa, o gerente disse que já estão na casa dos milhões de reais.

Desde que a situação teve a primeira flexibilização na região, apenas a linha para Três Rios, porém, saindo de Areal, é que está em funcionamento. Evangelista destaca que “muitos estão caminhando diariamente a pé da Posse para Areal”, por não ter a linha saindo do distrito petropolitano.

“Vários passageiros que precisam viajar de Posse para Três Rios tem que ir na TURB até o Gaby, divisa de Areal com Petrópolis, ou ir a pé, como é o caso da maioria, de Posse até Areal. Situação que na hora do retorno pra casa, acontece do mesmo jeito – as pessoas tem de voltar a pé de Areal até a Posse, porque não pode embarcar e nem desembarcar no distrito”, explica o gerente.

Evangelista reclama que é desumano ver a situação que vem acontecendo, citando que “é comum ver diversas pessoas caminhando a pé no sol quente. Muita das vezes, são mães com crianças de colo e idosos”, e que mesmo assim a prefeitura de Petrópolis não se comove com a situação.

Essa nova flexibilização em Petrópolis, baseada nas notas técnicas da Secretaria de Saúde e da Vigilância Sanitária, está levando em consideração a taxa de ocupação dos leitos de hospitais, que vem diminuindo desde 29 de abril.

Segundo informado, atualmente, os números estão em 18,5% dos leitos clínicos e 18,2% nos leitos de UTI. Portanto, a flexibilização continua condicionada à taxa de ocupação dos leitos. Caso esse número aumente consideravelmente, o município poderá voltar atrás na decisão e a prefeitura não descarta, inclusive, um possível lockdown.

A partir desta sexta-feira dia 09, estará permitida a entrada de pessoas de outros municípios, visando a retomada gradual dos setores econômicos da cidade. Entretanto, as “barreiras” permanecem com a aferição de temperatura. Além disso, motoristas ou passageiros que apresentarem sintomas respiratórios serão orientados a retornarem.

Também está sendo frisado pelo governo municipal, a importância de cada pessoa continuar se prevenindo para que a doença continue sendo controlada em Petrópolis. Ou seja, todos deverão fazer uso de máscaras e de álcool em gel, sair de casa só em caso de necessidade, evitar aglomerações e manter o distanciamento social.

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!