São José: “Troca de farpas” entre alguns candidatos a vereador promete esquentar as Eleições 2020

Que as eleições são um campo praticamente minado e aberto à muita criatividade dos candidatos e seus apoiadores, isso ninguém duvida. Em São José do Vale do Rio Preto, parece que para conquistar a atenção do eleitorado e, talvez o voto nas urnas no dia 15 de novembro, as farpas entre alguns desses candidatos estão bastante afiadas.

O município valeriopretano terá ao todo 150 candidatos tentando uma das nove vagas no Legislativo Municipal. Dentre esses candidatos, existe aqueles que nem queriam estar candidatos. Que só descobriram que estavam registrados após o nome aparecer no Divulga Candidatos – portal de informações do TSE.

Esses candidatos irão disputar a preferência de 16.765 eleitores que estarão sendo distribuídos em 63 seções, que serão fracionadas em 12 locais de votação. Esse total de eleitores representa 76,5% dos 21.916 munícipes valeriopretanos, conforme dados do último levantamento do IBGE.

Há quem chame essas farpas que estão sendo jogadas, mais precisamente no facebook, de “apelação”, e há os defensores que elogiam e chamam de “coragem”.

Indo de valores de fundo eleitoral de campanhas passadas, das mais simples cifras aos mais exorbitantes montantes, as comparações foram divulgadas nas redes sociais. Uma dessas farpas aponta que teve candidato de São José, que nas eleições passadas, gastou pouco mais de R$ 20 mil reais, enquanto teve quem gastou praticamente R$ 400 mil reais.

Pulando de fundo eleitoral para horas extras e salários incompatíveis, as farpas insinuam que, durante pelo menos os últimos seis meses, teria servidor público da prefeitura, ganhando pouco mais de R$ 7 mil, outros levando mais de R$ 10 mil reais, e ainda teve quem teria faturado mais de R$ 40 mil verdinhas no final de cada mês.

Entre outras farpas jogadas nas redes sociais, teria servidores que, para garantirem salários além do devido, estaria fazendo horas extras bem significativas. Alguns desses, estariam passando de 300 horas extras por mês. O que seria quase impossível trabalhar esse quantitativo dentro da lei e ainda conseguir descansar.

Para quem defende os apontados de estarem envolvidos com essas farpas, a resposta foi mais farpas jogadas nas redes sociais, criticando a postura em divulgar os tais dados e chamando de falácia. Quem apontou, garante que tem documentos que são públicos, comprovando as acusações.

Se essa troca de farpas vai garantir votos aos candidatos envolvidos, saberemos somente no dia 15 de novembro. Mas, fica aqui a preocupação de quem está observando os “apontamentos” feitos, principalmente os que estão relacionados ao quantitativo de horas extras e os salários estrondosamente incompatíveis, que no mínimo devem ser averiguados pelos atuais fiscalizadores do município – ou seja – pelos atuais vereadores. O que se espera, é que quem está no exercício da vereança na atual gestão, de uma resposta satisfatória à população. Confirmando ou negando se os fatos procedem. A prefeitura também não chegou a se manifestar a respeito. Em seu site oficial, ainda não foi publicado nenhum texto relacionado ao assunto.

Há quem desconfie que se for verdade, os vereadores já deveriam ter tomado as rédias da situação e feito cumprir a lei. Mas, tem quem ache que isso tudo é apenas um tiro para chamar a atenção. E você, o que acha?

Já na ala do Executivo Municipal, entre os candidatos a prefeito, até que o clima anda bem tranquilo. E ficou ainda mais, após o deferimento de duas candidaturas ao cargo de prefeito. Os dois candidatos conseguiram garantir suas candidaturas e nomes nas urnas eleitorais para o dia 15 de novembro. Segundo o Ministério Público Estadual, eles estariam inelegíveis, mas o juiz eleitoral não acatou o pedido e deu parecer favorável aos dois candidatos.

O clima entre os prefeitáveis segue bastante harmonioso. Cada um fazendo a divulgação de seus planos de governo e aquilo que acham que vai ser o suficiente pra conquistar o voto da população. Nessa disputa eleitoral tem os que apontam as falhas, tem os que mostram as soluções, tem os que divulgam os feitos.

O intuito dessa nota é despertar os eleitores para uma análise sobre o assunto, observando o atual cenário político na cidade, e não divulgar os tais candidatos, numa propensa propaganda eleitoral gratuita. Por isso, não citamos os nomes. Porém, quem fizer buscas nas redes sociais, poderá encontrar facilmente os vídeos e fatos compartilhados por ambas as partes envolvidas.

Envie denúncias, informações, reclamações, vídeos e fotos para o WhatsApp ou Telegram da Rede Info News (32) 9 9803-5633, e conte para nossa equipe como está a situação do seu bairro ou região.

Rádio Rede Info News – Ouça agora!!!